7 Ideias de Negócios Lucrativos com Pouco Investimento

Criar um negócio lucrativo não é uma tarefa fácil, mas com tempo e dedicação ao seu empreendimento, com certeza você irá conseguir construir algo de sucesso. Para isso, torna-se necessário seguir alguns passos para ser capaz de chegar ao topo.

Recomenda-se possuir um bom planejamento antes de construir sua própria oportunidade de negócio.

É muito importante que você se organize em relação as ideias do projeto e do tipo de produto que será oferecido, do espaço que será utilizado e o valor que pretende investir no seu negócio, uma vez que o risco geralmente é moderado e ninguém deseja perder dinheiro.

Vendas diretas – Marketing de rede

Essa modalidade de atuação no mercado vem desde muito tempo atrás, e, hoje, trata-se da melhor oportunidade de negócio existente.

Marketing de rede é um legítimo modelo de negócio jurídico.

O conceito por de trás do marketing da rede é que ele permite à empresa vender seus produtos diretamente ao consumidor.

A empresa escolhe o networking e abordagem através de distribuidores usando a publicidade ao invés de meios tradicionais como a mídia por exemplo.

Ao invés de pagar uma enorme quantidade de dinheiro para fazer propaganda através de televisão, rádio e etc, a empresa escolhe premiar os distribuidores com comissões para venderem seus produtos e assim encontrarem novos clientes.

Confecção de chinelos personalizados

Se você está buscando pequenos negócios lucrativos, essa é sem dúvidas uma boa forma de fazer dinheiro.

A sua fábrica de confecção de chinelos personalizados pode se encontrar dentro da sua casa, evitando gastos com outro aluguel.

Para começar, basta adquirir uma máquina que as personalize.

Elas custam em média 2.600 reais, mas para obter sucesso nesse ramo é importante produzir um trabalho de excelente qualidade e ao mesmo tempo saber divulgá-lo.

Salão de cabeleireiro

Há aqueles que não acreditam, mas um salão de alta qualidade é capaz de gerar muito lucro ao seu dono.

Se você possui experiência no ramo ou conhece alguém com quem possa fazer sociedade, recomendo fortemente essa oportunidade de negócio.

O segmento de beleza a cada dia que passa vai se tornando mais promissor, uma vez que os homens estão começando a se cuidar cada vez mais da aparência.

Encontre um bom ponto na sua cidade e se preciso, realize cursos relacionados a essa área para ter mais autoridade no seu negócio.

Confecção e comércio de roupas

Outra oportunidade de negócio lucrativo que você pode iniciar é um comércio de roupas.

Você pode optar por comprar roupas em sites estrangeiros e revendê-las no Brasil ou fabricá-las de maneira autônoma, mas para isso é importante que você esteja antenado sobre as mais variadas tendências de moda.

Franquias virtuais

As franquias virtuais não são tão diferentes daquelas que vemos fisicamente.

Elas também devem seguir os mesmos padrões das outras franquias, mas com uma única diferença: o espaço para desenvolver seu negócio lucrativo será a internet e o valor que você irá investir é bem mais baixo.

Loja virtual de nicho

Uma excelente oportunidade de negócio se trata de montar sua própria loja virtual.

Para isso basta desenvolver sua própria plataforma ou então terceirizar esse serviço através de um profissional.

É bom pesquisar qual o nicho de mercado está em alta.

Algumas sugestões são: saúde, roupas, acessórios, brinquedo, entre outros.

Produção e revenda de bijuterias

Se você sabe fazer bijuterias, essa oportunidade de negócio perfeita para gerar uma renda extra em sua própria casa.

Digo pelo fato de que é um ramo que tem se expandido, pois muitas mulheres, e homens também, que estão aderindo a moda de usar correntes, pulseiras, entre outros adereços.

Conclusão

Pois bem, acima demos algumas sugestões de oportunidades de negócio excelentes para você começar a construir uma renda extra e ao mesmo tempo trabalhar em casa.

São seguimentos que verificamos que estão crescendo em grandes proporções, além, é claro, de serem ótimas fontes de renda para você que está buscando aumentar o dinheiro no fim do mês.

Dessa forma, é de extrema importância que você tenha um dinheiro para investir inicialmente no seu negócio.

É preciso também escolher seu ponto comercial, fazer uma análise de mercado, encontrar possíveis formas de atrair clientes, ou seja, organizar e planejar será primordial nessa sua empreitada.

Por que o Franchising se tornou o modelo de negócio preferido dos novos empreendedores?

A partir do momento que o franchising apareceu no Brasil, o interesse dos empreendedores tem aumentado por esse modelo de negócio.

Com o aumento da globalização e, consequentemente, da velocidade da transferência de informações, os empreendedores estão mais informados sobre os mais diversos modelos de negócio.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) afirma que em 2015 o setor teve um faturamento de aproximadamente R$140 bilhões, e terminou o ano com 3.073 unidades franqueadoras e quase 140.000 redes franqueadas.

Em 2014,o número de unidades franqueadoras foi de 2.943, assim, de forma paralela com 2015, aumentou em 4,5%.

Sobre o faturamento, o segmento que teve a maior participação em 2015 com 21% foi o setor de negócios, serviços e outros varejos, vindo na frente do setor alimentício, que ficou com 20%.

No ano de 2014, o número de unidades franqueadas correspondeu a 125.642 unidades com uma taxa de mortalidade de 3,7%.

Em relação às microfranquias, dados de 2014 apontam que 432 redes aderiram ao modelo.

Os dados apresentados acima mostram, num primeiro momento, que o segmento de franchising cresce ano após ano e o formato de microfranquias aparece como uma opção de negócio a potenciais empreendedores ao comparar com as franquias convencionais, principalmente num momento de crise econômica como o atual.

De grosso modo, todos os modelos de negócio oferecem vantagens e desvantagens aos empreendedores.

Falando de franquias, podemos resumir algumas vantagens como por exemplo:

  • Assistência e suporte do franqueador – Vendas, Jurídico, Marketing, Financeira, etc.
  • Marca já estabelecida e reconhecida no mercado
  • Acesso a tecnologias
  • Transferência de know how
  • Entre outras coisas

Quanto às desvantagens, podemos apontar:

  • Taxas periódicas a serem pagas ao franqueador (royalties e publicidade)
  • Conflito de interesses (o sistema de franchising é rígido e não permite inovações espontâneas para criação de produtos ou escolha de fornecedores, por exemplo)

Veja mais vantagens e desvantagens no vídeo abaixo:

Embora haja desvantagens, o franchising é um sistema ainda muito promissor aos empreendedores, tendo em vista que empreendimento em geral possuem um alto índice de mortalidade quando comparados com as franquias.

De forma complementar, o retorno sobre o investimento (ROI), o branding e o suporte do franqueado são pontos relevantes para investir em franquias.

Apesar do crescente aumento de popularidade desse modelo de negócio, grande parte dos empreendedores em geral desconhecem os procedimentos jurídicos para a abertura de uma franquia.

Por isso foi criada a Lei de Franchising nº 8955/94, também chamada de Lei Magalhães Teixeira, com o intuito de fornecer ao franqueado o acesso sobre todas as informações de como funciona o sistema de franchising;

Para que o negócio seja concretizado, o franqueador deve disponibilizar ao franqueado a Circular de Oferta de Franquia.

Neste contrato devem conter, de forma clara, os dados do franqueador, os investimentos necessários para a montagem do negócio, o número de redes franqueadas, as taxas recorrentes, entre outras informações.

Tendo em vista o apresentado, antes de escolher um modelo de microfranquias ou franquias baratas de sucesso para investir, o empreendedor deverá fazer sua lição de casa – estudar qual o tipo de segmento que mais se encaixa no seu perfil (digital, saúde, alimentação, comunicação, etc), se haverão outras sócios, qual o valor máximo que poderá investir, entre outras coisas.